Como fazer o cálculo de frete da sua transportadora?

2022-04-11T13:00:05-03:0004/02/2022|Categorias: Logística e Transportes|

Para que uma transportadora funcione em equilíbrio, respeitando a complexidade do seu ecossistema custos x lucro, saber chegar ao real valor do seu frete pode ser essencial para a saúde dos negócios.

Tipos de frete, carga, veículos e suas características, taxas, formatos de cálculo, tudo isso precisa ser levado em consideração na hora de entender o valor de um frete.

Para te ajudar, nós preparamos este conteúdo exclusivo sobre o tema com dicas sobre como funciona o processo de cálculo de frete e como chegar até ele de forma rápida, eficaz e segura.

Vamos lá?!

Sem tempo para ler? Aperte play no áudio!

 

Por que o cálculo do frete é importante?

Aprender a calcular o valor do seu frete pode te dar uma grande vantagem competitiva nos negócios.

Estar de acordo com leis, tributações, o preço praticado no mercado, entre outros aspectos, é uma das tarefas mais cruciais no segmento de transporte rodoviário.

Abaixo você poderá conferir mais detalhes sobre o que precisa levar em consideração neste cálculo e como fazê-lo.

 

Quais variáveis alteram o valor do frete?

As variáveis presentes nesta atividade, de maneira macro, estão no cruzamento dos dados baseados nos perfis das carga e do envio. Confira mais detalhes.

Distância

Este fator sempre vai variar entre seus fretes e impactar diretamente no valor do frete, pois, quanto maior a distância, maior o consumo de combustível e necessidade de uma manutenção futura, devido ao desgaste do caminhão.

Peso

Quanto ao peso, ele está diretamente ligado ao quesito distância, já que, conforme sua variação, ele também pode gerar mais gasto de combustível e possíveis manutenções a curto, médio ou longo prazo.

Cubagem

O cálculo de cubagem é extremamente importante para se chegar a um valor de frete justo e que preserve o lucro. Com ele, você entenderá a relação de capacidade e peso de carga que você conseguirá transportar em uma rota.

A conta é feita com base em quantos quilos cada metro cúbico do caminhão suporta e, a partir disso, o valor é multiplicado pelos fatores: cumprimento x altura x largura x fator cubagem.

Valor da NF

O valor declarado na NF te ajudará a calcular o tamanho do risco desta carga e o quanto em segurança precisará ser investido no transporte dela, desde seguro, até escolta. E, conforme este valor varia, o valor cobrado pelo frete varia também.

Taxas e tributações

Sabendo os tributos com os quais terá que lidar e as taxas que se aplicam em situações específicas do processo de entrega de cargas, você também conseguirá chegar mais facilmente a um valor real a ser praticado.

  • ICMS ou ISS: tributações diretamente relacionada ao transporte de cargas interestadual e intermunicipal.
  • Pedágio: para fretes normais o contratante fornece o vale-pedágio; já para fracionadas, ele é dividido entre os clientes.
  • Frete Valor: referente ao seguro da carga, com cálculo realizado sobre um percentual do valor das notas fiscais daqueles produtos.
  • Taxa de devolução: se o caminhão precisar retornar para devolver uma carga que não pôde ser entregue.
  • Taxa de dificuldade na entrega: como o próprio nome já diz, se houver algum percalço que dificulte a entrega, esta taxa pode ser cobrada.
  • Taxa de restrição de trânsito: ela aparece com o objetivo de custear restrições à carga e descarga ou circulação do veículo.
  • Frete mínimo: se a carga ficar abaixo do peso mínimo que valha o custo do transporte.
  • Taxa de armazenamento: quando algum fator impede o recebimento do frete e a mercadoria precisa de armazenamento.
  • Taxa de reentrega: entra quando for necessária uma nova tentativa de entrega.

 

Quais são os tipos de frete?

  • Normal ou direto
  • Subcontratação
  • Redespacho
  • Redespacho intermediário
  • Vinculado a multimodal

O processo de cálculo de frete é uma teia de informações, uma vai te levando a outra e te ajudando a construir um valor justo e lucrativo.

Com os tipos de frete, isso não é diferente. As especificidades de carga, tributos, distância, peso, tudo isso está interligado aos tipos de frete e é essencial você conhecê-los para não errar na hora da conta.

 

Frete normal ou direto

Este é o tipo mais comum de transporte de cargas. O serviço é fechado apenas entre duas partes – contratante e transportadora – e levado diretamente ao destino.

Subcontratação

Neste modelo, as cargas são redirecionadas a veículos de outras empresas, como uma terceirização da entrega, ficando a cargo da transportadora apenas a gestão da entrega.

Redespacho

Esta opção é muito similar a de subcontratação, já que o trajeto principal e entrega é feita de forma terceirizada, mas, neste caso, a coleta é feita pela transportadora que está na ponta do processo.

Redespacho intermediário

Dependendo da complexidade do deslocamento desta carga, esta opção entra com uma terceira transportadora envolvida. Ela fica no meio do processo, pegando a carga com a empresa que retirou no remetente e entregando aquela que fará o último trecho até a entrega.

Vinculado a multimodal

E, por fim, no transporte multimodal, a carga é dividida de acordo com os modais necessários (aéreo, ferroviário, dutoviário) e a transportadora se responsabiliza apenas pelo seu modal de atuação.

 

Tipos de carga

Esta é mais uma característica da sua carga que influenciará no cálculo do frete. Saindo do micro para o macro, entender quanto espaço a carga ocupará no seu veículo também é de suma importância para se chegar a um valor justo.

Confira quais são os tipos de cargas envolvidos no assunto:

Lotação ou fechada

Este cenário de tipo de carga indica que a remessa já ocupou todo o espaço disponível naquele caminhão, tendo exclusividade naquele veículo e sendo transportada diretamente ao destinatário.

Aqui, o cálculo entra, tanto com base no espaço disponibilizado, distância do trajeto e se a carga precisa de cuidados especiais quanto à segurança.

Carga fracionada

Neste modelo, a carga dividirá espaço na carroceria com outras mercadorias e também com outros destinos.

Isto traz uma complexidade maior ao cálculo, pois entender o espaço que ela ocupará e o trajeto, em meio a tantos outros, pode causar confusão. Por isso, atente-se às regras de cálculo específicas para esta situação.

 

Checklist para calcular o frete

Após passarmos pelas principais características por trás do cálculo do frete, vamos revê-las em lista e também adicionar alguns pontos ainda não citados?

  • Mapeamento de características da carga e entrega;
  • Conhecimento de taxas e tributações;
  • Cálculo da taxa Gerenciamento de Risco (GRIS) – 0,30% sobre o valor da mercadoria, como sugere a Associação Nacional de Transporte de Carga (NTC);
  • Identificação do tipo do frete;
  • Cálculo de frete peso por tabela específica ou cubagem;
  • Valor do frete base: frete peso + taxa de despacho + frete valor + GRIS;
  • Adição de taxas extras, como TRT (Taxa de Restrição do Tráfego);
  • Soma dos valores.

 

O que é a tabela ANTT e como ela te ajuda nisso?

A sigla ANTT refere-se à Agência Nacional de Transportes Terrestres que tem, como uma das suas funções, desenvolver a metodologia de cálculo da tabela de pisos mínimos a serem cobrados por fretes rodoviários.

Os quilômetros a serem rodados por eixo carregado, tipo de carga, entre outros aspectos, são levados em consideração a cada novo cálculo.

No dia 21/01/2022, a Agência publicou no Diário Oficial da União a última atualização da tabela e tê-la em mãos, sempre atualizada, é essencial para ter uma base de relação com os preços de frete que você praticará.

 

Utilizando a tecnologia para chegar calcular frete

Haja informação sobre o assunto, não é?! Mesmo tendo todas elas em mãos, nem sempre pode ser viável a todas as transportadoras realizarem o cálculo sozinhas.

Por isso, vamos indicar algumas ferramentas que automatizam esta conta para você, tornando seu trabalho mais ágil e assertivo.

  • Sistemas TMS (Transportation Management System), como o Hiveclound TMS e o Controle de transportadoras, da Bsoft.
  • Calcula frete.
  • Cálculo de frete autônomo.

Deixar o seu negócio com cada vez mais vantagens competitivas faz parte do nosso gás diário e espero que, com este conteúdo, consigamos contribuir para isso, te ajudando a calibrar o cálculo do valor dos seus fretes.

 

Cálculo de frete na Fretebras: ajudinha extra

Aqui na Fretebras, dentro do login de cliente, nós temos uma ferramenta chamada “Análise de rota”, que te ajuda a se aproximar do preço praticado dentro da plataforma que, por sua vez, reflete muito do mercado, já que a nossa base de empresas ultrapassa 17 mil cadastros e de caminhoneiros, 640 mil.

Conheça esta e outras soluções da nossa plataforma com a ajuda de um dos nossos especialistas.

Para consultar outros conteúdos como esse, visite o Blog Fretebras e inscreva-se na newsletter para ficar atualizado sobre as mudanças no setor logístico.

Compartilhe: