A importância do transporte rodoviário para a economia

2022-06-10T09:41:11-03:0007/06/2022|Categorias: Logística e Transportes|

O transporte rodoviário é o mais usado devido à simplicidade do seu sistema modal e pela boa relação custo x benefício.

A malha rodoviária é utilizada para transportar mais de 60% de toda a produção no país. Mesmo com todos os desafios, você sabia que o transporte nas estradas movimenta grande parcela do Produto Interno Bruto do Brasil?

Então vem com a gente e entenda um pouco mais sobre a importância do caminhoneiro para nossa economia.

Sem tempo para ler? Aperte play no áudio e escute a narração completa!

Principais desafios do transporte rodoviário

Qualidade das vias

Temos 1,7 milhões de quilômetros de estradas existentes, mas apenas 12% são pavimentadas. Ou seja, o que vemos são caminhões percorrendo rotas muito longas em vias com má conservação, gerando depreciação nos veículos da frota.

 

Acidentes

Uma das principais causas de acidentes, envolvendo caminhoneiros, é a falta de boas condições das estradas. Buracos, má sinalização e congestionamentos fazem com que os caminhoneiros liderem os acidentes de trânsito relacionados à profissão.

 

Alta dos combustíveis

O diesel representa cerca de 40% a 50% do custo dos caminhoneiros, dependendo da idade do veículo. Com a atualização da Medida Provisória Nº 1.117, ainda fica custoso para esses profissionais rodarem nas estradas e obterem lucro, devido aos constantes aumentos no preço dos combustíveis.

 

Roubos de carga

A resposta para minimizar a insegurança nas estradas não é simples, pois depende de mudanças na legislação e fiscalização. Apostar em tecnologias e medidas de segurança são os principais caminhos para redução no número de casos.

 

Reabastecimento de produtos

Para empresários e consumidores, os caminhoneiros são os principais responsáveis pelo reabastecimento de produtos e manutenção de todo o sistema.

Impactos negativos já foram sentidos no dia a dia de todos os brasileiros. Quem não se lembra da greve dos caminhoneiros em 2018?

Por esse motivo, durante a pandemia do novo coronavírus, o transporte de cargas foi considerado uma atividade essencial. Longe de casa, os caminhoneiros seguiram sua rotina para manter o sustento de suas famílias e o abastecimento de todo o país com materiais de saúde e alimentos.

 

A importância dos caminhoneiros autônomos nesse cenário

Apesar de o número variar muito, de acordo com a ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre), em 2021 o Brasil possuía 696 mil caminhoneiros autônomos.

Devido ao baixo desenvolvimento de outros modais, como o modal ferroviário, há muitos lugares que só os caminhoneiros conseguem chegar. Com rotas mais flexíveis, esse transporte permite diferentes tipos de cargas.

A soja, por exemplo, é o insumo mais transportado e 90% deste transporte é dedicado à grãos, insumos fundamentais para a economia brasileira e para o consumidor final.

Com o fim do isolamento social e a retomada da economia, a categoria se torna ainda mais fundamental para o desenvolvimento do país.

E você, o que acha que pode ser feito para valorizar mais a profissão de caminhoneiro?

Aproveite e conheça todas as nossas iniciativas. Anuncie suas cargas para mais de 695 mil caminhoneiros autônomos cadastrados na Fretebras e encontre aqui o motorista autônomo ideal para a sua carga.

Para consultar outros conteúdos como esse, assine a newsletter do Blog Fretebras. Em caso de dúvidas, conheça as nossas soluções.

Compartilhe: