Alta do diesel leva frete rodoviário à maior alta desde 2021

2022-07-04T11:21:11-03:0001/07/2022|Categorias: Institucional|

A GloboNews, um dos principais canais de TV de jornalismo do Brasil, divulgou uma matéria sobre a edição de maio do Índice Fretebras de Preço do Frete (IFPF), que mostra que após sucessivos aumentos no diesel, o preço do frete rodoviário finalmente começa a dar indícios de alta, porém ainda sem acompanhar a escalada de preço do combustível.

Sem tempo para ler o texto? Aperte o play e escute a narração completa!

Índice Fretebras de Preço do Frete (IFPF)

Os dados do índice revelam que, entre maio de 2021 e maio de 2022, o custo do transporte por quilômetro rodado por eixo atingiu alta recorde de 3,79%, desde fevereiro de 2021 quando o índice começou a ser divulgado, enquanto o preço do diesel S500, no mesmo período, subiu 53,11%.

A matéria ressalta os desafios que estão sendo impostos ao Transporte Rodoviário de Cargas, diante das altas do preço do diesel, que teve um recente aumento de 14,26%, anunciado em 17 de junho pela Petrobras.

Calculadora do custo do frete

Diante deste cenário, a expectativa da Fretebras é que os caminhoneiros autônomos intensifiquem as negociações dos fretes, para tentar compensar a escalada no custo do transporte. “Nós entendemos a real dificuldade do caminhoneiro em fazer o cálculo dos gastos. Por isso, incluímos no nosso aplicativo uma calculadora de custo do frete que permite a qualquer motorista saber a despesa do trajeto antes de negociá-la. Outro fator que dá mais poder de negociação para o motorista é ter muitos fretes à disposição. Nós notamos que nossos caminhoneiros parceiros têm rodado com mais lucro, justamente porque podem escolher entre milhares de fretes que temos disponíveis na nossa plataforma. É um reequilíbrio na balança das negociações”, afirma Bruno Hacad, diretor de Operações da Fretebras.

Veja a notícia completa para conferir quais setores e estados tiveram as maiores altas no preço do frete e alta do diesel, além de mais dicas de Bruno Hacad para ajudar a evitar prejuízos no transporte de cargas.

Para acessar outros conteúdos como esse, visite o Blog Fretebras e assine a newsletter para não perder nenhuma atualização.

Compartilhe: