O transporte de cana-de-açúcar movimenta a economia e o dia a dia do brasileiro. Sabe quando você vai tomar um suco ou mesmo comer uma sobremesa? A cana está ali, deixando o seu dia mais doce. E na hora de abastecer o carro com etanol? É dela que o combustível nasce.

E, por aqui, a gente merece destaque. Você sabia que o Brasil é o maior produtor de cana-de-açúcar do mundo, com um volume de quase 600 milhões de toneladas?

Neste texto, vamos explorar a importância da cana-de-açúcar para a economia brasileira, entender como ela é cultivada e analisar os desafios enfrentados no seu transporte. Adoça o seu café e vem com a gente entender!

Importância da cana-de-açúcar para a economia do Brasil

A cana-de-açúcar é um de nossos principais produtos agrícolas e desempenha um papel fundamental na economia do país. São mais de 300 usinas e destilarias em operação.

Para safra 2022/2023, apesar da redução na área colhida de 1,3%, devido à intensa competição com outras culturas, o Brasil projeta um aumento de 1,9% na produção de cana-de-açúcar em relação à safra anterior. Espera-se que a produção atinja a marca de 596,1 milhões de toneladas.

Essa diminuição na área colhida foi compensada pelo clima favorável durante o ciclo atual, o que resultou em uma expectativa de recuperação na produtividade de 3,2%. A área de plantio abrange aproximadamente 8,2 milhões de hectares.

O setor sucroalcooleiro movimenta a economia e gera empregos. Em 2023, a expectativa de faturamento dele é de R$ 96,9 bilhões, um valor 1% maior que em 2022.

Cultivo da cana-de-açúcar

A cana-de-açúcar é cultivada em diferentes partes do país, com destaque para o sudeste, centro-oeste e nordeste. A produtividade da cana varia de acordo com a região e as condições climáticas.

Na safra 2022/2023, a produtividade no sudeste aumentou 5,8%, no centro-oeste aumentou 5,7% e no nordeste houve um incremento de 12,5% na produção. Esses números indicam um cenário favorável para o transporte da cana-de-açúcar.

Transporte da cana-de-açúcar

O transporte da cana-de-açúcar envolve várias etapas, desde a colheita até o processamento. Logo que sai da lavoura, a cana é transportada para os armazéns ou usinas. Carretas são utilizadas nesse transporte, especialmente em estradas rurais não asfaltadas.

Posteriormente, a cana é transportada dos armazéns para a indústria de processamento. Nessa etapa, o produto já segue por rodovias, nas caçambas de caminhões (no próximo tópico, você vai descobrir qual modelo). Quando o açúcar é destinado à exportação, o transporte ocorre da indústria até o porto, via caminhão ou trem.

Qual caminhão é usado no transporte de cana-de-açúcar?

O transporte de cana-de-açúcar acontece principalmente por caminhões graneleiros e basculantes (com sistema hidráulico de movimentação da caçamba). Eles são ideais quando a carga não está embalada.
No transporte do açúcar ensacado, são utilizados diferentes tipos de caminhões, como truck, toco, biminhão, treminhão e rodotrem, dependendo da capacidade de carga.

Quais os desafios do transporte de cana-de-açúcar

O transporte de cana-de-açúcar enfrenta alguns desafios. Dá só uma olhada em alguns deles!

Infraestrutura de transporte

A qualidade das estradas e rodovias nas regiões produtoras de cana-de-açúcar nem sempre é adequada. Muitas vezes, os trechos rurais não estão pavimentados, o que pode dificultar o acesso. Essa condição pode resultar em atraso, aumento de custos e menor eficiência logística.

Logística e planejamento

O transporte de cana-de-açúcar requer um planejamento cuidadoso para garantir a disponibilidade de caminhões e a otimização das rotas em cada fase do processo (lavoura – armazém – indústria – consumidor).

A logística eficiente é essencial para evitar atrasos na colheita, no processamento e na entrega do produto. Falhas na coordenação logística podem resultar em perdas de produtividade e aumento dos custos de transporte.

Peso e volume

A cana-de-açúcar é uma carga volumosa e densa, o que pode apresentar desafios em relação à capacidade de carga dos caminhões. O transporte eficiente requer o uso de caminhões com condições de transportar uma quantidade significativa do produto em cada viagem, minimizando a necessidade de múltiplos retornos.

Temporalidade da colheita

A colheita da cana-de-açúcar é uma atividade sazonal, geralmente concentrada em um período específico do ano (entre abril e novembro a depender da região). Isso pode resultar em um aumento significativo na demanda por transporte em um curto espaço de tempo. O desafio é garantir que haja veículos disponíveis para atender a essa demanda intensa durante a safra.

Carga perecível

A cana-de-açúcar é uma carga perecível e sensível à deterioração, especialmente em condições climáticas adversas. O transporte rápido e adequado é essencial para preservar a qualidade do alimento durante o trajeto. A falta de agilidade pode levar a perdas significativas de produtividade e da qualidade do produto.

O transporte de cana-de-açúcar desempenha um papel crucial no setor sucroalcooleiro e influencia o transporte de carga em geral. Afinal, o produto tem influência direta na economia do país e no dia a dia do povo, que consome diariamente o açúcar e abastece com o etanol.

A infraestrutura de transporte, a logística eficiente, o manejo adequado da carga e os desafios sazonais são aspectos importantes a serem considerados para garantir que o transporte de cana-de-açúcar aconteça da melhor maneira possível. Você está preparado para superar os desafios?

Se chegou até aqui, é porque você está se empenhando para aprimorar o seu transporte de cargas. Por isso, vamos liberar um incentivo. Descubra as 11 maneiras de reduzir seus custos logísticos!

Compartilhe: