Tipos de Cragas
Caminhoneiro(a), Embarcadora, Logística e Transportes

Qual o caminhão ideal para transportar sua carga?

O transporte de carga rodoviário é um ramo que desempenha um papel fundamental para o desenvolvimento do Brasil. Conforme o Guia do RNTRC para Transportadores de 2019, o transporte rodoviário de carga (TRC) é responsável pela movimentação de cerca de 60% das cargas no Brasil. Diante de sua importância para a economia, é uma área promissora para quem deseja se desenvolver no mercado.

Para isso, é necessário que o gestor entenda quais são os tipos de transporte de carga, bem como saber como escolher o veículo adequado para o traslado com facilidade e economia. Quer ter essas dúvidas solucionadas? Então continue esta leitura!

Os tipos de transporte de carga rodoviário

Cargas gerais

Tipo mais convencional em que não são exigidos veículos ou procedimentos especiais para armazenar e distribuir a carga. Alguns exemplos de produtos usados são:

  • industrializados;
  • químicos (que não sejam considerados perigosos);
  • farmacêuticos;
  • líquidos envasilhados;
  • alimentos;
  • materiais de construção;
  • laminados de madeira.

Como esse tipo de transporte lida com diferentes mercadorias, será preciso arquitetar um bom planejamento estratégico logístico para que o atendimento seja feito com agilidade e qualidade, bem como para manter a manutenção da frota, a capacitação de motoristas e usar a tecnologia a seu favor.

Cargas a granel

São os transportados sem embalagem, caixotes ou sacas (são colocadas diretamente no corpo dos tanques) e em grande quantidade. Comumente, são usados no segmento do agronegócio e podem ser sólidos ou líquidos. Quanto aos sólidos, são alimentos como:

  • soja;
  • arroz;
  • feijão;
  • cereais.

Eles podem ser organizados em contêineres e paletes para evitar perdas, ordenar os bens e facilitar o manuseio. Os caminhões mais usados, nesse caso, são:

  • trucks;
  • bitrem;
  • rodotrem;
  • carretas (LS ou cavalo simples).

Quanto ao granel líquido, corresponde a mercadorias como:

  • água;
  • sucos;
  • leite;
  • refrigerantes.

Esse tipo de produto precisa ser levado em caminhões bem específicos, com um tanque de aço higienizado. Algumas mercadorias também precisam de refrigeração durante o trajeto para não perder a qualidade. Alguns dos caminhões preparados para esse transporte são:

  • caminhão pipa;
  • carro-tanque;
  • caminhão cisterna.

Cargas secas

Essas cargas são produtos não perecíveis e industrializados. Não é exigida a refrigeração, e o traslado pode ser executado independentemente do clima da região — seja quente, seco ou chuvoso. Há inúmeros produtos que se encaixam na categoria, como:

  • madeiras;
  • móveis;
  • materiais para construção;
  • encanamentos;
  • alimentos não perecíveis.

Os caminhões para transportar essa carga devem ter baús para proteger e organizar sacos, caixas, fardos etc.

Cargas automotivas

Aqui, são transportados veículos inteiros, como carros e motos. Normalmente, são utilizados caminhões cegonheiros ou cegonhas. A carroceria apropriada é composta de plataformas ou guinchos. No caso de reboque, caminhões truck ou toco 3/4 são os ideais.

Cargas de móveis

Esse transporte é mais utilizado para realizar mudanças residenciais ou empresariais e, normalmente, o destinatário é o remetente. Os produtos transportados são:

  • utensílios domésticos;
  • materiais de escritório;
  • bens móveis; entre outros.

Cargas frigoríficas

Essas cargas também são chamadas de refrigeradas e dividem-se em duas categorias: perecíveis e congeladas. Os perecíveis consistem em alguns produtos, como:

  • frutas;
  • legumes;
  • verduras.

Não é possível transportá-las por distâncias muito longas, pois esse tipo de mercadoria passa por um procedimento de diminuição de temperatura sem formação de gelo.

Como são produtos sensíveis, é preciso investir em câmaras frias e em outros equipamentos de refrigeração, bem como higienizá-los constantemente. As carrocerias ideais são as que detêm baús refrigerados que proporcionem refrigeração de temperatura entre 0 e -10ºC.

Já os congelados são os perecíveis que passaram por um processo de redução de temperatura, gerando gelo. Alguns exemplos são:

  • carnes;
  • peixes;
  • frangos;
  • outros alimentos congelados.

O transporte desse tipo também requer muito cuidado com a temperatura, a manutenção e o armazenamento. Os produtos devem ser completamente refrigerados até o final do traslado, e os aparelhos de refrigeração devem manter as mercadorias entre -15ºC e -20ºC.

Cargas vivas

Trata-se da locomoção de animais, como bois, porcos, vacas, frangos etc. Isso exige bastante cuidado e atenção do motorista. A carroceria deve ser fechada, com boiadeira, e contar com muitas entradas de ar para garantir uma boa ventilação. Para transportar adequadamente essa carga, é preciso ter:

  • caixas resistentes;
  • contêineres com dimensões adaptadas à carga;
  • truck e carreta (LS ou cavalo simples).

Cargas perigosas

São as que representam riscos ao meio ambiente, à segurança pública e à saúde dos indivíduos, sejam elas industrializadas ou encontradas na natureza. Alguns produtos dessa categoria são:

  • gás natural;
  • explosivos;
  • inflamáveis;
  • materiais corrosivos;
  • petróleo;
  • álcool;
  • fogos de artifício;
  • materiais radioativos.

É necessário que os caminhões sejam adaptados para o produto específico, apresentem símbolos que sinalizem a classificação de risco e sigam as demais disposições previstas na resolução ANTT n.º 5.232/16.

Cargas frágeis

Essas cargas são compostas de produtos sensíveis e que tenham facilidade de quebrar, como:

  • louças;
  • espelhos;
  • cristais;
  • vidros.

Aqui, é importante que os bens sejam embrulhados da melhor forma para protegê-los, com plástico-bolha, isopores, estopas e caixas. As caixas devem ser sinalizadas com o símbolo padrão de conteúdo frágil.

Cargas de produtos farmacêuticos

Quanto ao transporte de medicamentos, os responsáveis devem preparar a documentação com cuidado, contratando profissionais farmacêuticos para garantir que tudo esteja de acordo com a lei. Como se trata de uma modalidade burocrática, a concorrência é menor que as demais.

O transporte deve usar carroceria-baú, utilizando paletes para facilitar a movimentação do material. Na hipótese de transporte de medicamentos refrigerados, também tenha cuidado com os equipamentos de refrigeração para evitar perda da carga.

Uma alternativa fácil para contratar transporte de carga

Não é fácil encontrar caminhões completamente equipados para atender às necessidades de um transporte de carga, pois o gestor precisa ter vários contatos ou despender muito capital adaptando seus veículos.

Entretanto, você pode utilizar a Fretebras para encontrar todos os tipos de caminhão necessários para a operação de forma fácil e econômica. Nossa plataforma está disponível para celulares e desktops. Ela facilita o encontro entre caminhoneiros autônomos e as transportadoras. Os usuários podem divulgar fretes e caminhões para buscar negociações vantajosas.

O transporte de carga rodoviário exige muito conhecimento do gestor no momento da escolha dos caminhões, já que muitas mercadorias demandam cuidados e equipamentos especiais. No entanto, você pode utilizar nossa tecnologia a seu favor para contratar caminhões com mais eficiência e agilidade.

Confira já os planos e preços da nossa plataforma FreteBras. Com ela, você conseguirá encontrar fretes de forma rápida e fácil! Se preferir, preencha o formulário abaixo, que nosso time comercial entra em contato com você. 😊

Mais pessoas podem aprender. Compartilhe!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO