O diesel é o gasto que mais pesa para quem trabalha com o transporte rodoviário de cargas. Por isso, é importante entender como fazer uma boa gestão de abastecimento do seu caminhão ou da sua frota de caminhões pra economizar e lucrar mais no fim do mês. Que tal acompanhar alguns pontos de atenção sobre gestão de abastecimento de frota que nós separamos? Vamos nessa?!

O que é a gestão de abastecimento de frota?

Gestão de abastecimento de frota é uma maneira de controlar melhor os custos com combustível para que a sua operação tenha mais eficiência.

Você, sendo caminhoneiro ou estando na operação de uma transportadora, pode usar alguns mecanismos pra fazer esse controle, independente da quantidade de caminhões que você administre.

Controle de abastecimento

O ponto mais inicial é ter uma forma de documentar os gastos com abastecimento, seja com planilhas ou com algum outro tipo de sistema. Até mesmo o ato de guardar cupons de abastecimento pode ser uma forma de controle.

Mas aqui vamos trazer algumas ferramentas pra você, além de controlar, entender como gastar menos ao realizar seus fretes durante o mês.

Como economizar no abastecimento de frota?

Você faz um bom planejamento das suas viagens ou das viagens do seu time? Essa reflexão é fundamental para conseguir mais rendimento e economia.

Caso você você ainda não planeje no detalhe as suas viagens, comece a planejar suas rotas, considerando se você abastecerá no ponto de origem ou se vale a pena deixar pra abastecer em algum posto em outra região, que tenha um preço mais em conta ou algum outro tipo de benefício, como cashback (dinheiro de volta), lavagem do caminhão ou qualquer outra cortesia que te ajude a economizar.

Análise de rota: Atenção ao trecho

Se você vive da estrada, já sabe que cuidar das rotas é um ponto muito importante para uma viagem mais rápida e tranquila.

Infelizmente, a infraestrutura das estradas brasileiras está longe de ser a ideal para os caminhoneiros. Segundo dados de 2019, 59% das rodovias são regulares, ruins ou péssimas.

O impacto dessa situação é direto no seu bolso: quanto mais desgastado o terreno está, mais prejudicial é para os pneus do caminhão. Daí, dependendo de como está a calibragem dos pneus, mais aderente o material fica em relação ao solo, forçando o motor a trabalhar mais e gastando mais diesel.

Por isso, planejamento é a melhor estratégia: escolha a rota com base na distância, mas também na qualidade da rodovia. Planeje quais postos estão no trecho e em quais vale a pena parar.

Tipo de carga

Outro fator que pode afetar o gasto de combustível é o tipo de carga que você está transportando. É fundamental que as cargas sejam compatíveis com o seu caminhão, para que não tenha sobrecarga e nenhum outro tipo de problema com o transporte.

Condição dos veículos

Por fim, mas não menos importante: a saúde dos caminhões. Fazer as manutenções no período certo vai te ajudar a prevenir perdas e gastos desnecessários.

Mantenha um calendário atualizado com as próximas manutenções e não deixe ultrapassar o tempo certo, pois você corre o risco de ter perdas maiores a longo prazo.

Como fazer o controle de abastecimento

Além das dicas que já passamos, organize os abastecimentos do seu caminhão ou da sua frota de caminhões em sistemas integrados. Vale contar com a tecnologia para te ajudar nesse processo: se você tem uma empresa, na Fretebras você consegue fazer análises de rotas para entender quais são os valores praticados por trecho.

Se você é caminhoneiro, usando o aplicativo da Fretebras você pode contar com uma rede de postos parceiros para ter as melhores condições para o abastecimento.

Quer conferir mais detalhes do que temos a oferecer? É só falar com a gente!

Compartilhe: