Tecnologia e tendências no setor logístico

2021-12-14T10:08:09-03:0013/04/2021|Categorias: Logística e Transportes|

As novas tecnologias modernizam o transporte de mercadorias, por isso, é essencial acompanhar as tendências logísticas.

Sem tempo para ler? Aperte play no áudio!

Tendências no setor logístico e o impacto no transporte de mercadorias

Há muito tempo a gestão da cadeia de suprimentos deixou de ser uma atividade operacional e passou a ser mais estratégica, trazendo mais competitividade às empresas que investem no gerenciamento da cadeia de forma alinhada às expectativas de seus clientes.

No Brasil, algumas tendências vêm ampliando os horizontes das entregas de mercadorias.

Transformação digital e o transporte rodoviário de cargas

Um dos temas mais abordados em 2020 foi a transformação digital que, apesar de ter sido impulsionada pela pandemia de Covid-19, contou com ferramentas que se mostraram as melhores saídas para manter em funcionamento as operações logísticas num cenário de adversidades.

Digitalização do frete no setor logístico

Há muitas novidades no mercado, com tecnologias sendo implementadas em todo o mundo. Assim, o ano de 2021 deve ser marcado pela recuperação econômica e pela consolidação das ferramentas digitais. 

Com tanta evolução e mudanças acontecendo ao mesmo tempo fica difícil apontar exatamente quais serão as tendências logísticas para os próximos anos, mas é possível destacar algumas que vêm conquistando espaço ou o interesse do setor. São as seguintes:

 

Automatização de processos

Automatizar os processos significa integrar os sistemas e cada vez mais substituir algumas atividades humanas por máquinas. Ela vem para ajudar as empresas de logística e aumentar a eficiência, melhorando a rapidez e a precisão de entrega, otimizar o tempo e espaço, reduzir erros e reduzir custos. 

Entrega antecipadas

Essa é mais uma das tendências criadas pela Amazon. O produto sai do estoque antes que o cliente finalize a compra, com base no controle do histórico de compras e pesquisas desse consumidor, de forma a oferecer a melhor solução. A estratégia permite uma análise preditiva mais eficiente, fideliza o cliente e atrai novos consumidores. 

Inteligência Artificial

A inteligência artificial está entre os exemplos de inovação que mais vem tendo efeitos positivos em processos operacionais e estratégicos do setor logístico.

Os avanços nos últimos anos marcaram o desenvolvimento de sensores cada vez mais eficientes, softwares de roteirização, sistemas automatizados de picking, entre outros, ligados à IA.

O caminho da evolução é longo, mas novas estratégias como a inteligência artificial aumentada já estão chegando. Ela vai unir a IA com insights e conhecimentos estratégicos humanos para tomadas de decisão mais eficientes.  

Logística Omnichannel

O varejo omnichannel vem se tornando cada vez mais popular, adaptando o modelo de vendas que utiliza vários canais. O sucesso do formato é diretamente proporcional à agilidade no compartilhamento de informações entre os sistemas varejistas e na entrega. 

Logística Verde

As palavras sustentabilidade e compensação ambiental nunca estiveram tão em alta. Assim, vêm ganhando espaço ideias como a dos motores híbridos para caminhões, que reduzem as emissões de carbono, os armazéns sustentáveis, além do desenvolvimento de embalagens menos prejudiciais ao meio ambiente. A Amazon firmou parceria com uma desenvolvedora de veículos elétricos e utiliza roteirização com IA para otimizar as rotas, minimizando as emissões geradas. 

Plataformas de frete

As plataformas de frete representam hoje uma transformação digital no setor logístico. A plataforma de cargas e fretes FreteBras é o melhor exemplo pois conecta as duas pontas do transporte de cargas: transportadoras e caminhoneiros autônomos.

São mais de 10 mil empresas associadas, publicando em torno de 600 mil fretes por mês para mais de 450 mil autônomos cadastrados que hoje encontram trabalho via aplicativo. A ferramenta traz ainda várias funcionalidades, como análise de rota, com informações e uma média de preços de fretes, e o checkin de frota que permite à transportadora disponibilizar veículos ociosos. 

Sensores nos itens

O uso de sensores para rastrear a rota dos produtos é uma maneira simples de fazer uso da Internet das Coisas (IoT) na logística. A informação transmitida permite que o os carregamentos possam ser monitorados constantemente e pode ser visualizada em um mapa. A tecnologia, que está sendo implementada em cargas mais valiosas, deve levar ainda algum tempo até ser popularizada.

Serviços em nuvem

Os sistemas em nuvem permitem o acesso de informações de qualquer lugar para realizar atividades e teve sua grande vantagem ampliada na pandemia de Covid-19.

Esses serviços têm se tornado cada vez mais populares por suas soluções em intercâmbio eletrônico de dados. Eles podem integrar diferentes sistemas já implantados nas empresas, permitindo que a troca de informações entre eles seja rápida e segura. 

A pandemia vai ficar na história como a crise que colocou em teste todas as empresas e tecnologias. Quem não estava preparado dificilmente conseguiu atravessar as mudanças e transformações que tiveram reflexos na logística. As tendências logísticas devem seguir o caminho da recuperação da economia e a consolidação de ferramentas para otimizar a gestão e a operação no transporte de cargas.

Gostou do artigo? Saiba mais sobre a FreteBras clicando aqui para receber nosso contato.

Para acessar outros conteúdos como esse, visite o Blog FreteBras. Em caso de dúvidas, acesse o nosso website e veja como a nossa plataforma de fretes pode ajudar você a pegar a estrada e revolucionar o setor logístico!

Compartilhe: