Quais as vantagens em ter um sistema TMS integrado a uma plataforma de publicação de cargas?

2020-09-21T19:23:08-03:0021/09/2020|Categorias: Logística e Transportes|

Você sabia que um sistema TMS pode ser integrado a uma plataforma de publicação de cargas?

Quem pensa no aprimoramento do processo de distribuição para garantir uma operação integrada certamente sabe que a solução tem nome: um bom sistema TMS, sigla para Transportation Management System, ou sistema de gerenciamento de transporte, estruturado para as atividades relacionadas à movimentação de mercadoria.

Afinal, vai longe o tempo em que os documentos e informações sobre o transporte de cargas eram registrados manualmente, o que frequentemente tirava o sono dos gestores de transportadora. Isso porque a área do transporte de cargas passa por mudanças constantes na legislação, medidas fiscais e outros indicadores que geram incontáveis informações e documentos.

O TMS na verdade traz a modernização para a gestão de transportes, com o controle de informações importantes sobre frete, roteiro de viagem, volume de entregas, rastreamento de cargas, documentos fiscais, desempenho dos motoristas. E traz também a rapidez na execução. Como ele monitora a operação, torna possível aprimorar a qualidade e a produtividade.

Quais as vantagens de um sistema TMS para a transportadora?

Melhora a gestão

O sistema TMS gerencia grandes volumes de informações e todas as etapas da operação. Ele garante uma melhor gestão de vendas, pois o módulo informa quais clientes estão sendo atendidos e como está o desempenho dos colaboradores. Além disso, o sistema mostra como está o processo da operação de entregas, os sinistros, as ocorrências e outras informações sobre as atividades de transporte. Com isso, é possível garantir a rentabilidade da operação e aumentá-la, otimizando setores sem perder investimentos. 

A geração de relatórios traz dados sólidos para a tomada de decisão. Com o software é possível identificar falhas nos processos, suas causas e criar planos de ação mais precisos, apontando etapas a serem aprimoradas. O TMS permite ainda a gestão financeira da transportadora dentro do próprio sistema, com funcionalidades específicas para o setor. Com isso, sua equipe realiza todas as atividades financeiras integradas ao sistema, o que facilita no dia a dia da empresa.

Monitora os carregamentos e agiliza o frete

O controle das programações das cargas, conforme a capacidade dos itinerários e veículos, também fica a cargo do TMS. A solução emite manifesto, despachos e romaneio, entre outros documentos. Com a integração via EDI, as informações chegam mais rapidamente aos clientes, reduzindo assim os erros comuns no processo manual, uma das maiores causas do atraso no recebimento do frete. O sistema permite ainda verificar o status da mercadoria, o processo de entregas e monitorar a viagem, evitando que ocorram atrasos, garantindo a satisfação dos clientes. 

Segurança

O TMS tem a capacidade de definir as melhores rotas e de integrar a sequência de entrega junto ao sistema de gestão de armazenamento para direcionar a separação de pedidos a partir da programação de carregamento. Ele pode ainda gerir o tempo de entrega por cliente para analisar dificuldades específicas e reprogramar o encaminhamento devido a imprevistos, como quebras, congestionamentos e acidentes. As áreas de risco, em que a incidência de assaltos é maior podem ser inseridas no TMS. Assim, se o veículo para em um desses locais, o controlador recebe um aviso automaticamente. 

Quais as vantagens em ter um sistema TMS integrado a uma plataforma de publicação de cargas?

O sistema TMS pode ser integrado a outras soluções e otimiza os fluxos de trabalho. Ele atende às exigências dos principais embarcadores, como a integração de documentos e processos na cadeia logística, otimiza serviços, custos e o gerenciamento de operações.

O software TMS da transportadora pode ser integrado às plataformas de publicação de fretes, como a da FreteBras, que conecta essas empresas a caminhoneiros autônomos cadastrados. Assim, o trabalho fica completo com a gestão de veículos e cargas da empresa, inclusive os caminhões ociosos. 

O TMS, na verdade, vem resolver a exigência do mercado de obter dados em tempo real, desenvolvendo um gerenciamento de fluxo logístico mais ágil, como simulações de custos, agendamento de entregas, conferências de CT-e e emissão de documentos a partir da geração de dados para o ERP, entre outras vantagens. Ele proporciona ganhos significativos para empresas que utilizam transporte de terceiros (dedicados ou compartilhados), as que têm frota própria e operadores logísticos.

Gostou do artigo? Quer saber mais sobre o trabalho da FreteBras? Clique aqui e cadastre-se.

Compartilhe: