Rotina de trabalho em transportadora

2021-05-12T22:37:16-03:0005/05/2021|Categorias: Logística e Transportes|

As transportadoras estão sempre presentes nas vidas das pessoas, principalmente agora com o crescimento do e-commerce, mas pouca gente sabe como funciona o trabalho em transportadora.

Conquistar clientes, reduzir custos, enfrentar a concorrência acirrada, a falta de segurança nas estradas, são alguns dos desafios que o setor de transportes enfrenta diariamente. Por isso, o trabalho em transportadora precisa sempre buscar metodologias que ajudem no crescimento da atividade, com inovação.

Mas falar sobre o trabalho em transportadora vai além das entregas para os clientes, contemplando detalhes importantes, processos específicos e profissionais encarregados de cuidar dos produtos. 

A começar pelos colaboradores, que desenvolvem atividades importantes para movimentar o transporte de mercadorias, trazendo mais agilidade aos serviços. A quantidade de profissionais e as funções que exercem, em função do trabalho em transportadora, variam conforme a empresa, principalmente no que diz respeito ao porte. Entre os principais profissionais, estão:

  • Supervisores, gerentes e coordenadores, encarregados de cuidar da gestão, controlar e monitorar todo o processo, do pedido à entrega das mercadorias;
  • Analistas, que executam atividades de nível tático, ajudando os profissionais da gestão a formular estratégias para fretes mais rápidos e econômicos, e na tomada de decisão;
  • Assistentes, que realizem atividades que envolvem documentos, como emissão de notas fiscais, ordem de serviço, contato com os clientes e fornecedores, concluir o cálculo dos fretes.
  • Auxiliares, responsáveis por separar, organizar e carregar as mercadorias até o caminhão;
  • Conferentes, encarregados da conferência das cargas e de todo o processo de movimentação;
  • Motoristas, profissionais responsáveis pelo transporte das mercadorias até o destinatário;

Quais são as atividades diárias do trabalho em transportadora?

Manutenção

Uma das atividades mais importantes do trabalho em transportadora, a manutenção refere-se aos cuidados com a qualidade e o funcionamento dos veículos, máquinas, equipamentos e das próprias instalações. Isso ajuda a diminuir custos com paradas por reparos inadequados e os atrasos nas entregas. Muitas transportadoras adotam a rotina de manutenção de frota de forma preditiva, preventiva e corretiva. A gestão da manutenção garante o bom funcionamento da empresa.

 

Consolidação das cargas 

O trabalho em transportadora inclui o processo de consolidação das cargas, que pode ser traduzido como um agrupamento dos pedidos com base na localização dos destinatários, ou seja, a organização de tudo o que têm de entrega na mesma região. Esse processo tem o objetivo de tornar o transporte de carga mais eficiente, ampliando o aproveitamento da capacidade dos veículos e criando rotas otimizadas. 

 

Planejamento de rotas

O planejamento de rotas também faz parte do trabalho em transportadoras, pois ajuda a reduzir boa parte dos custos. Ele define os percursos de entrega com base na quantidade de paradas, na distância percorrida, no combustível gasto, nas restrições de trânsito e clientes. Assim a empresa consegue elaborar um roteiro econômico, reduzindo o tempo de transporte das mercadorias e o preço para os clientes.

 

Monitoramento

Outra ação que faz parte do trabalho em transportadora é o monitoramento da entrega das mercadorias. Geralmente elas investem em equipamentos que ajudam a acompanhar as entregas e conferir credibilidade ao serviço, identificar problemas no trajeto e garantir que os destinatários acompanhem o produto em tempo real. Para isso, as transportadoras utilizam rastreadores, telemetria ou seus próprios aplicativos.

 

Gerenciamento de riscos

O gerenciamento de riscos é um dos itens essenciais do trabalho em transportadora, pois garante a segurança das mercadorias e a vida dos motoristas. A empresa analisa as possibilidades de riscos e estabelece práticas que minimizam as chances de perdas, roubos, extravios ou outros problemas que possam danificar a carga. Os riscos incluem os sinistros, como acidentes, incêndios e quebra dos veículos.

 

Cobrança de frete

A cobrança de frete garante que a transportadora funcione. Essa cobrança deve contemplar o peso dos produtos, o valor da mercadoria, a distância a ser percorrida e as taxas. Além disso, o cálculo toma por base, as restrições municipais e as informações sobre a localidade do destinatário, se há horário de recebimento ou agendamento de entrega, se a área tem alto risco ou dificuldades de acesso, se há tempo de permanência para descarga, paletização, separação por SKU, seguros obrigatórios e facultativos, cubagem, necessidade de equipamentos para manuseio da carga, equipe para a operação.

 

Como a tecnologia pode ajudar no trabalho em transportadora?

A tecnologia pode ajudar de várias maneiras, facilitando o trabalho e evitando erros que trazem prejuízos ao transporte de cargas. São elas:

Roteirizador – Software que planeja rotas inteligentes com base em variáveis, como gasto com combustível, trajeto mais rápido, trânsito, segurança, necessidades do cliente, entre outras.

Transportation Management System (TMS) – Software completo, voltado à gestão de transportes, utilizado para gerenciar todas as rotinas, como controle de frota, tabela de fretes, manutenções, gestão de custos etc. O TMS automatiza os processos de transporte, garantindo agilidade, segurança e maior produtividade.

Warehouse Management System (WMS) – Pode ser utilizado para otimizar a separação de pedidos e as operações nos estoques e armazéns. Conta com uma série de hardwares para a segurança e precisão, bem como para redução de perdas e erros como picking por voz, por exemplo.

Enterprise Resource Planning (ERP) – Programa muito utilizado para a gestão empresarial, que pode ser aplicado na instituição de forma geral pois ajuda a aprimorar o controle e a comunicação de dados.

Plataforma de Fretes – Associar-se a uma plataforma de fretes como a da FreteBras coloca à disposição da transportadora 450 mil caminhoneiros autônomos cadastrados para contratação. A ferramenta auxilia a empresa em várias tarefas que envolvem a gestão de cargas, inclusive disponibilizar seus veículos ociosos para fretes de outras empresas ou a até mesmo trabalhar sem frota própria, reduzindo custos que essa operação envolve.

Gostou do artigo? Saber como funciona o trabalho em transportadora parece coisa simples, mas na verdade é algo bem complexo, com vários detalhes importantes. Leia mais, no Blog.

Compartilhe: