Relatório FreteBras: variação das ofertas de frete no terceiro trimestre de 2020

2020-11-17T19:44:04-03:0016/11/2020|Categorias: Logística e Transportes|

Dados da plataforma FreteBras mostram o que aconteceu com a oferta de fretes em 2020, frente aos desafios do setor.

Quer saber mais? Vem com a gente nesse artigo.

Acompanhar as análises mais próximas da realidade das empresas e profissionais do setor de transportes é importante para que se tenha uma referência na hora de acertar os rumos do trabalho nas estradas. Com esse objetivo, a FreteBras criou o Relatório do Setor de Transportes no Brasil, material disponível aos interessados no site da empresa. 

A edição inicial do estudo contou com informações do primeiro quadrimestre de 2020, que já se mostrava conturbado por conta do impacto imediato das medidas iniciais de combate ao Covid-19 em todos os segmentos da economia brasileira. 

Esse relatório da FreteBras apontou uma alta de 35% na oferta de fretes, comparando o primeiro quadrimestre de 2020 com o mesmo período de 2019. Mas na comparação entre esse primeiro quadrimestre do ano com o último do ano passado observa-se uma queda de 12% na oferta, motivada principalmente pelos efeitos da pandemia na logística. 

Os fretes para o setor agropecuário se sobressaíram nos primeiros meses do ano em relação ao final do ano passado, com um crescimento na oferta de 10%. O destaque ficou com as safras recordes de soja e milho, responsáveis por essa alta. Já na comparação dos primeiros quadrimestres de 2019 e 2020, o estudo da FreteBras apontou que o maior crescimento de oferta de cargas ficou com os fretes para o setor de construção, 57%, com o cimento na liderança. O primeiro quadrimestre foi, na verdade, desafiador.

Recentemente, em clima de otimismo motivado pela queda nos casos de Coronavirus no Brasil e o crescimento dos negócios no transporte de cargas, a FreteBras trouxe a público a segunda edição do relatório, com os números representativos do setor, desta vez relativos ao terceiro trimestre de 2020. 

Vale ressaltar que esse trabalho é elaborado a partir de dados apurados com a base da FreteBras, plataforma que contempla mais de 10 mil empresas assinantes que publicam 600 mil fretes por mês para os cerca de 420 mil caminhoneiros cadastrados. São análises, gráficos e ilustrações das movimentações do mercado de fretes referentes ao período, além de projeções para o transporte de cargas no Brasil.

Relatório Trimestral FreteBras

O transporte dos números

Com o abalo mundial sem precedentes, provocado pelos efeitos da pandemia, uma queda na oferta de fretes já era esperada e ela chegou aos 20% no segundo trimestre, mas a retomada foi expressiva com 101% da oferta no terceiro trimestre, como mostra o relatório FreteBras

Em alguns segmentos, a elevação na oferta de fretes foi bastante significativa, como é o caso do Agronegócio, que registrou aumento de 83%. Na Construção, a oferta subiu 105% e bateu os 117% de elevação nos Industrializados, uma reação muito positiva para o segmento que mais sofreu com a pandemia. 

O Relatório do Setor de Transportes no Brasil elaborado pela FreteBras traz ainda um ranking dos estados por origem de frete, o cenário de exportação e importação com a performance das ofertas de frete para as cidades portuárias e os principais produtos em cada destino. A evolução do preço médio do km rodado também consta do estudo, junto com as expectativas para os próximos meses. Vale conferir.

No que diz respeito à evolução de carrocerias, as dos tipos graneleiro, baú e grade baixa foram responsáveis por mais de 90% das ofertas de fretes em 2019 e 2020. Se comparados os terceiros trimestres destes dois anos, é possível constatar que a elevação das ofertas para essas carrocerias ultrapassou a casa dos 84%. 

O setor rodoviário de cargas brasileiro, responsável por mais de 60% das mercadorias no país, provou sua capacidade ao enfrentar os efeitos da pandemia no transporte e absorver as demandas com postura firme. Ele foi destacado como essencial durante o período de isolamento e restrição de atividades e deve sair fortalecido desse episódio inédito que abalou as estruturas de todas as nações. 

Não há como negar que as soluções de publicação de cargas online, como a FreteBras, auxiliaram as transportadoras e motoristas autônomos com caminhões adequados a cada tipo de carga na busca por trabalho no transporte rodoviário em todas as regiões do país. O aplicativo para caminhoneiros da ferramenta atingiu a marca de 1,4 milhão de instalações em junho deste ano. 

No resultado geral, a FreteBras alcançou a marca de quatro milhões de fretes publicados nos primeiros nove meses de 2020, número 60% maior do que o registrado no mesmo período de 2019, totalizando a quantia aproximada de R$ 40 milhões em fretes distribuídos aos caminhoneiros. 

Saiba mais, sobre a FreteBras e baixe Relatório do Setor de Transportes no Brasil, clicando aqui.

Compartilhe: