Conheça o novo estudo gestão de risco da FreteBras

2021-08-19T17:10:41-03:0011/08/2021|Categorias: Logística e Transportes|

Tão importante quanto aumentar a demanda de cargas e fretes, ter uma gestão de risco na sua transportadora pode garantir redução de custo e melhores resultados.

  • O que é a gestão de risco?

É uma forma da transportadora se precaver e prever quais responsabilidades ela terá que arcar com cada viagem, fazendo com que tenha informações necessárias para garantir a segurança da carga e traçar as melhores rotas.

Durante o trajeto, existem várias ameaças que os motoristas e as cargas enfrentam, portanto, mapear os riscos e criar um sistema de controle é essencial para que haja um bom funcionamento de qualquer transportadora.

Ter uma plataforma de gestão de risco para checar todas as questões de segurança antes de fechar a viagem, pode facilitar a escolha de muitas empresas na hora de entender qual é a melhor estratégia a seguir com seus transportes. Além de tornar mais seguro cada trajeto, uma ferramenta pode ajudar na otimização do tempo, tornando possível mais chances de movimentação da carga, gerando lucro para todos os envolvidos.

Exemplos de cenários que podem ser evitados através da gestão de risco: roubo de cargas, problemas mecânicos do caminhão, estradas perigosas e mal cuidadas, acidentes nas rodovias, atrasos nas entregas, entre outros.

 

  • Estudo de riscos sob a carga

Um estudo realizado pela FreteBras, analisou 128.759 fretes e 315 sinistros. Destes, 76% dos sinistros foram ocasionados por acidentes e o estudo foi capaz de mapear problemas e obstáculos que são encontrados ao optar pelo transporte rodoviário no Brasil, além de quais situações perigosas podem expor tanto quem encomenda, quanto quem dirige. 

O estudo também revelou que grande parte dos sinistros ocorre nas cargas com valores mais altos, em que os valores podem variar entre R$ 50 mil e R$ 100 mil reais, o que claramente é mais interessante para aqueles que planejam a emboscada.

Além disso, o Sudeste foi apontado como a região do Brasil que possui a maior concentração de casos, mas também é onde se concentra 40% do total geral de fretes no país.

Cruzamos também o tipo de mercadoria, pois ela tem um papel fundamental na hora de entender com que tipo de crime estamos lidando. Os maiores índices de roubo acontecem no transporte de:

  • Eletrônicos
  • Fertilizante
  • Combustíveis
  • Bebidas
  • Sucatas de alumínio
  • Aço
  • Cigarro

Recentemente, a FreteBras lançou uma ferramenta que possibilita mudar esse cenário de sinistros e outros tipos de problemas causados pela falta de segurança na estrada. Através dessa gestão de risco do FreteBras Risk, é possível garantir que transportadoras e caminhoneiros possam escolher suas viagens com mais embasamento e informações, optando sempre pelo melhor negócio para ambas as partes.

O FreteBras Risk é uma solução de cadastro e consulta de motoristas e veículos, baseando-se em tecnologia e ciência de dados para avaliar risco e detectar potenciais fraudadores.

O objetivo é fazer com que o trabalho das transportadoras, caminhoneiros e todas as pessoas envolvidas nesse processo possam exercer suas funções em segurança, tornando a estrada um local mais prudente e eficaz.

A FreteBras luta diariamente para promover a segurança e a transparência no setor de transporte rodoviário, buscando sempre atingir seu objetivo: Transportar com eficiência e segurança aquilo que a população precisa.

Quer saber mais sobre o que anda acontecendo nas estradas? Nosso artigo sobre “Rotas Seguras” traz mais dados coletados pela NTC&Logísica sobre os perigos nas rotas. Você pode ler, clicando aqui.

Compartilhe: